quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Buononumo

Já escrevi, já rasguei, ja pensei em forjar
O teu nome com o meu pra ninguém apagar
Já matei, já morri, já pensei em lutar
No final sempre volto pro mesmo lugar

Te odiei, perdoei
Quis deletar você
Te amei, me apaguei
E só me machuquei

Quero mais, muito mais
Quando você saiu
A chama não apagou
Sequer se esvaiu

Quero amor, quero dor
Violência brutal
Quero sujar de sangue
Teu jogo de lençol

Pois os dias se fazem
Nesta paz irritante
E tua voz peculiar
É alegria excitante.

©2013 Luke D.

Tenham um dia cheio de cor.

Um comentário: