quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Menina de Preto

Cabeça distante
Mente distraída
Ela não sabe mais o que quer da vida
Ela está longe não adianta chamar
Não vai te escutar
Ainda é fofa, agora impaciente
Se veste de preto, pelo que ela sente
Olhe para mim, não vai ser sempre assim

Menina de preto
Eu sei os seus segredos
Não adianta mentir pra mim
Eu sei que na verdade
Chora de saudade
Por quem não está aqui

Os dias passam
A vida está errada
Ela já não se importa mais
Mas tem algo que a deixa desesperada
A falta que ele faz
Mas ela ainda vai persistir
Não pense
Em fazê-la desistir
Porque vai sobrar pra você

Meio louca
Talvez inconseqüente
Ela irá lutar permanentemente
Eu sei, eu sei
Eu sei o seu segredo
Conheço o nome e o sobre nome do seu medo

by cls

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Gabi [Fiction]

Hoje acordei com você ao meu lado
Sem lembrar direito o que aconteceu
Da noite passada só me lembro do alcool
E de você dizendo: hoje meu quarto é seu

Rock, rock, rock.
Eu vou te dar um toque.
A vida é muito curta pra desperdiçar
Saia, saia, saia.
Mas antes tire sua saia
Me dê a mão e venha pra cá
Hoje eu só quero é cair na gandaia
Inventando um motivo pra comemorar

Um telefone anotado
No bolso do casaco
E uma mancha roxa de batom
Tocar minha guitarra
Depois encher a cara
Cara, isso é muito bom!

Rock, rock, rock.
Eu vou te dar um toque.
A vida é muito curta pra desperdiçar
Saia, saia, saia.
Mas antes tire sua saia
Me dê a mão e venha pra cá
Hoje eu só quero é cair na gandaia
Inventando um motivo pra comemorar

Os amigos reclamam
Que gasto muito com bebida
Mas o que fazer da vida
Se não aproveitar
O tempo é muito curto
E eu sou muito louco
Não tente me parar

by Ciro Lux de Souza

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Renegada

Yeah, música.

Você tentou fugir
Se esconder mais uma vez
Mas sei que vai voltar
Eu conheço bem você

Entendo seus motivos
Não quer se machucar
Com a impotência que
A distância vai lhe causar

Você foi longe demais
E agora quer voltar
Fingir que não aconteceu
Pare de se enganar

Sozinha e sem ninguém
Nada poderá curar
A dor que você sente
Pare de tentar mudar

Eu sei que você guarda
As cartas que te escrevi
E sei que chora ao ler
Sente saudades de mim

Você foi longe demais
E agora quer voltar
Fingir que não aconteceu
Pare de se enganar

Você tentou fugir
Se esconder mais uma vez
Mas sei que vai voltar
Não tem pra onde correr

by Ciro Lux de Souza

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

For my unknow muse

Eu sou um cara que pensa muito rápido e em várias coisas ao mesmo tempo, minha inteligência é minha maior qualidade e o meu pior defeito, eu deveria ouvir mais meu coração, eu vejo as regras do jogo antes de jogar, mas de teimoso jogo ainda assim, na esperança vã de estar enganado. Eu decidi que não quero uma garota machucada como eu, já fiz esse teste, é uma viagem só de ida pro fundo do poço. Quero alguém alegre, divertida, com senso de humor mas que também saiba falar sério, alguém que entenda o que eu sinto, que me dê a sensação maravilhosa que o pôr-do-sol me trás e que me faça sentir como um super-herói, dizem que somos todos anjos de uma asa só, e que só juntos podemos voar, eu quero minha "asa-metade", busco aquela pessoa que é 1 em um milhão, que estando com ela nada mais importa, eu quero a magia, eu quero a intensidade, eu quero a sinceridade. Digito isso vorazmente na esperança que você, garota dos meus sonhos, possa ler, eu sei que você existe, eu sei que vai aparecer, só te peço para que não venhas fácil nem rapidamente demais, mas também não demore tanto. Eu nem sei quem você é, mas eu sei que te amo.
Have a day full of color.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Wordless


Era uma tarde chuvosa quando tudo aconteceu, ela me contou os seus problemas e eu não sabia como ajudar, tudo que eu dissesse poderia parecer insensível, de tudo o que ela poderia me perguntar aquela era a única questão que eu não sabia, a única resposta que eu não tinha, eu tentei continuar, mas não deu, eu juro que não consegui, eu estava sem palavras, e o silêncio foi a minha resposta, pode ter sido um grande erro, mas era a melhor opção que eu tinha, aí então eu fui embora, e não sei se ela vai voltar.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Descanse em Paz, meu amor.


Um leito de hospital cheio de aparelhos, tudo muito rápido, ninguém sabe como aconteceu, o olhar dela estava vazio, ela olhou pra ele uma última vez, e olhando nos olhos dele sentiu uma paz que niguém mais podia passar, então lembrou de como ela o conheceu, numa festa aquele estranho se tornaria a pessoa mais importante da vida dela, e ela a pessoa mais importante da vida dele, ela, também lembrou de todos os momentos felizes, então se abraçou nele com toda a força que tinha e disse:
-Tenho que te deixar agora, isso parte o meu coração, mas nada posso fazer, apenas me prometa que vai ser feliz.
-Mas você vai…
-Apenas prometa…
-Eu prometo!
E assim ela deu seu último suspiro confiante e feliz porque mesmo que não pudesse ser mais por causa dela, a felicidade dele a deixava contente. Eu escrevi isso pra tentar fazer as pessoas darem mais valor pra quem amam, ninguém sabe quando pode ser o último dia.
Tenham um dia cheio de cor.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Felicidade


Plena e insolúvel, eu te beijo ternamente com a minha mão na sua cintura enquanto você aperta minha nuca, corpos unidos como se fossem um só. E eu regresso pra casa com as mãos no bolso e o pensamento em você, segundos congelados no tempo, no espaço. Laços indestrutivéis, força maior que nos move, objeto do meu desejo hoje e sempre.
(Escrito por Mielev em parceria com C.Fly)
Tenham um dia cheio de cor.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Sobre todas as mentiras que você contou


Escrevi frases de amor te esperando voltar
Olhava para o horizonte tentando imaginar
As palavras que eu falaria ao te ver chegar
Mas quando eu achava que ia poder falar
Você não voltou
E meu coração mais uma vez se enganou
Não venha me dizer que ainda não sabe o que sente
Não venha dar uma de criança inocente
Você sabia muito bem o que tinha em mente
Quando disse eu te amo, meu bem

Eu lembro bem quando você chegou
Eu estava confuso e sem amor
Mas eu não sabia ainda se te queria
E você insistiu até que eu dissesse que sim
Mas você se foi
E não voltou
E agora o que é que eu faço com todo esse amor?
Não venha me dizer que ainda não sabe o que sente
Não venha dar uma de criança inocente
Você sabia muito bem o que tinha em mente
Quando disse eu te amo, meu bem
Você é só mais um demônio de olhos verdes
Que machuca e sangra o coração de quem sente
Todos eles acham que você é diferente
Porque não a conhecem como eu a conheci

Ciro Lux de Souza
Post musical da semana, espero que gostem
Tenham um dia cheio de cor.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Exorcismo

Titulo macabro né? Mas é que eu acho que a melhor maneira de se livrar de um fantasma do passado é contando a sua história, tudo bem que eu já me lvirei dessa culpa, mas quero compartilhar mesmo assim. O ano era 2002 e eu era só um garoto de 12 anos, eu começava a deixar a fase das brincadeiras, eu ia quase sempre na minha prima conversar, então conheci uma garota, vamos chamá-la de M, a gente tinha alguns interesses em comum e com o tempo começamos a nos aproximar, o ponto crucial acho que foi o dia que minha prima, chamaremos de F, foi na direção de M para bater nela e eu me meti na frente e disse à M para correr, as duas fizeram as pazes e tudo ia bem até que um dia eu estava voltando pra casa e ela veio correndo atrás de mim, disse que precisavamos conversar, então eu sentei em um pequeno muro de pedra meio roto, e ela começou a falar que gostva de mim e tudo mais, eu admito que não lembro exatamente o que ela disse, eu falei algo sobre pensar, mas eu gostava dela, e então no outro dia indo pra escola, a gente morava na mesma rua, ela passou por mim e me entregou um bilhete, eu abri e era uma carta de amor com batom tinta rosa e perfume, dizia: “Eu penso em você desde o amanhecer, até quando eu me deito” eu tinha medo, medo de ser o primeiro dos meus amigos a namorar, medo de me encherem o saco na escola, medo do que minha família ia dizer, talvez eu a amasse tanto que quisesse protege-la do que eu tinha medo, os dias se passaram e as cartas se acumularam, a minha resposta continuou sendo a mesma, soube que ela chorou horrores, e um dia ela não mandou mais cartas, desde então ela nunca mais falou comigo, ela deve ter superado isso muito antes de mim, porque eu sonhava com ela morrendo e dizendo “eu te amo”, pesadelos horríveis, isso me transformou e eu fiz uma promessa: prometi que se uma garota me amasse, não importaria o que eu estivesse sentindo, eu ia ficar com ela apenas para não fazê-la sofrer, eu ia pagar o preço do meu erro e paguei porque isso só me trouxe sofrimento, eu já disse “eu te amo” pra muita gente por simplesmente achar que gostava de mim, virei PhD em sofrimento amoroso e Graças a Deus hoje não sofro por ninguém, somente um amor homônimo e reverso foi capaz de me libertar desse fantasma. Pra encerrar cito aqui um trecho de um poema que li certa vez e que fala a minha verdade:

“Semana passada eu vi ela na balada, e ela? Ela sequer olhou pra mim”.
Tenham um dia cheio de cor.

domingo, 24 de maio de 2009

Resoluções de Aniversário

Poucas coisas na vida são tão humilhnates como festas de aniversário no inicio da adolescência; o dilema começa por quem convidar, primeiro você pensa nos amigos mais chegados e todos os seus colegas de escola mas dai na hora você pensa que não sabe se quer todo mundo na sua festa, mas que não convidar fica chato. Pulada essa parte chega o grande dia, no convite está escrito 8 horas no local tal, 8 horas em ponto, ninguém chegou, você espera mais um pouco e 8:05, você começa a pensar: será que no convite ficou claro o endereço? Será que a hora foi certa? 8:10 começa a bater uma depressão, você começa a pensar que ninguém lembrou do seu aniversário, ou pior que ninguém dá a mínima, 8:15, você mais triste que cachorro que perdeu o osso desite da festa e vai olhar TV, 8:30, chega o primeiro convidado, só ele, vocês conversam e começam a assistir o jornal, 8:45 chega um bolo de gente, e então a festa começa – e o pesadelo também – chega aquela tia que não te via a anos e exclama um alto: - Como você cresceu! Nem parece aquele garotinho que mijava nas calças. Naquela hora você gostaria de ser um avestruz pra poder enfiar a cabeça no chão, mas a humilhação ainda não acabou, a grota que você gosta está sentada do seu lado, e sua tia infelizmente percebe e solta um: – Que moça linda! É sua namoradinha?   Você imenda um não desesperado, e diz que ela é só sua amiga, tarde demais, seu priminho de 6 anos já saiu pela casa gritando: – Tá namorando, tá namorando!    Você sai que nem um doido atrás do moleque, pega ele pelo braço e diz que se ele não parar vai aprender o o gosto que o chão tem, sua mãe encara você, que solta o moleque na mesma hora e dá um sorriso amarelo, daí vem a pior parte os parabéns, você vai para a mesa do bolo como um boi que vai pro matadouro, mas tá vem o parabéns, a hora do big, e você tá tentando sair da mesa quando ninguém mais ninguém menos do que o seu priminho puxa um “com quem será” aquilo é o cumulo da humilhação ta todo mundo ali, inclusive a garota que povo os seus sonhos mais secretos, seu único desejo era não estar ali, no meio de pensamentos atônitos, você vê um ovo na mão de alguém, e em menos de um segundo ele está escorrendo por seu cabelo que você passou horas passando gel,você começa a correr rezando pra que aquilo seja só um pesadelo, mais ovos atingem você, depois de uma troca de roupa em plena festa, rolam algumas brincadeiras como verdade ou consequência, jogos de carta e tudo mais, quase todo mundo vai embora, menos Ela, vocês ficam a sós, então ela encara você e diz: – Eu quero muito te dize ruma coisa – seu coração vai a 200bpm então ela gagueja: – Eu, e-eu… – sim e tu tá ali quase tendo um infarto: – Eu amo o seu melhor amigo – você fica uns dois segundos congelado em choque, engole toda a raiva de você tá sempre perto dela e aquele desgraçado nem saber que ela existe, e fala dissimuladamente: – Sério? Que legal! Eu tô torcendo por vocês!
Ela te abraça – o que te dá mais raiva – e diz eu te amo tu é meu melhor amigo, ela vai embora logo depois, e você só quer dormir e esquecer que aquele dia existiu, mas daí sua mãe chega e diz:
- Nada de dormir, tu vai me ajudar a arrumar a bagunça.
Mas você sobreviveu, e está hoje aqui lendo esse post.
Tenham um dia cheio de cor.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Histórinha e Poesia

Nenhuma palavra foi proferida, nenhum gesto foi feito, apenas olhares se encontravam no silêncio, olhares poderosos que se beijavam em pleno ar; Ninguém disse uma só palavra, mas nos rosto dos dois podia-se ler: “eu te amo” de forma clara e brilhante. Ele ama ela e ela ama ele, sem pressa, sem promessas ou falsas expectativas, sem pressão, apenas deixe que o tempo se encarregue e o destino os una.

Solidão

Ela me abraça
Ela me envolve
Ela me quer
Ela me absorve
Está sempre comigo
Nunca vai embora
As vezes saí por aí
Volta arrependida – chora
Eu não gosto dela
Acho que ela percebeu
Mas até que chegue o inverno
Seu amante serei eu.

Ciro Lux de Souza.
Tenham um dia cheio de cor

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Histeria

A música que eu vou postar a seguir é minha música preferida e descreve prefeitamente como eu tenho me sentido ultimamente:
Hysteria - Muse
Isso está me irritando
Me ralando
E me retorcendo
Sim eu estou infinitamente
Desmoronando
E virando do avesso
Porque eu quero isso agora
Eu quero isso agora
Me dê seu coração e sua alma
Estou me acabando
Estou desabando
Última chance pra perder o controle
Sim isso está me segurando
Me anestesiando
E me obrigando a lutar
Para estar infinitamente
Frio por dentro
E sonhando estar vivo
Porque eu quero isso agora
Eu quero isso agora
Me dê seu coração e sua alma
Estou me acabando
Estou desabando
Última chance pra perder o controle
E eu quero você agora
Eu quero você agora
Eu sinto meu coração implodir
E eu estou surgindo
Fugindo agora
Sentindo minha fé se corroer.
[Tradução feita por mim]

quinta-feira, 14 de maio de 2009

A complexa arte de viver

Algumas coisas acontecem na nossa vida de forma tão intensa que nos perguntamos como chegamos ali e se merecemos aquela situação. Seja ela boa ou ruim, consciente ou inconscientemente nós somos os responsáveis por aquele momento, foi por nosso mérito que conseguimos aquilo, tudo é uma questão de fazer a vida ou se deixar levar por ela, se preparando ou não para o que está por vir. O mundo de hoje está ligado de uma forma tão intensa e complexa, que tudo o que fazemos afeta todo o planeta de maneiras que não podemos imaginar, ao deixarmos cair um alfinete no chão, por exemplo, corremos o risco de fazer o presidente do Irã declarar uma guerra aos EUA por simples sucessões de fatos interligados. A questão é que em algum momento nossas ações podem se voltar para nós. Então deveríamos planejar os atos que fazemos e as palavras que proferimos, porém não com tamanha intensidade a ponto de nos causar frustração caso as coisas não ocorram exatamente como em nossos planos. Existem outras pessoas, vivemos em sociedade, e isso também nos afeta, assim como aqueles fatores aleatórios que não controlamos (que muitos chamam de destino).
Muitos preferem viver da surpresa, sem saber o que esperar do futuro, o que é tanto uma maneira compreensível de tentar sofrer menos, quanto uma forma rápida de chegar ao caos. Decisões ao esmo podem transformar a vida em um inferno na Terra, ou talvez, se o individuo tiver sorte, em uma verdadeira maravilha inconseqüente, e é claro que existem casos. Entretanto, a grande maioria das pessoas faz planos, trabalha uma vida toda e não realiza quase nenhum; tudo porque acabam se focando tanto no 'como conseguir', que fazem dos seus objetivos uma coisa utópica e inatingível.
Logo, a questão é não fazer planos demais nem deixar tudo tão ao acaso, e sim achar o equilíbrio: planejar as coisas mais importantes, mas permitir-se desfrutar de algumas boas surpresas.
Afinal, até o empresário mais metódico gosta de algo não planejado de vez em quando. Tenha suas metas, mas relaxe e aproveite a vida nos intervalos.
Tenham um dia cheio de cor.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Uma pessoa para os dias de chuva…

O real motivo de eu ter criado esse blog foi pra por pra fora tudo que me incomodava, entender o que estava errado e me libertar, acho que tem sido muito útil, mas enfim vamos ao que interessa…
Eu sempre procurei por uma pessoa ideal para os dias de chuva - eu adoro tempestades, elas nós mostram o quão pequenos nós somos diante do grande universo - ter alguém nos dias de chuva é uma idealização de felicidade, porque está frio e molhado lá fora, mas você tem a quem amar, a pessoa que você ama está do seu lado, o mundo lá fora é inóspito mas não importa, a pessoa que você ama tá do seu lado, poxa! Eu sou muito hipócrita no que escrevo, pois não sigo meus próprios conselhos, mas vou tentar mudar isso, eu sou tão burro, sempre procuro pela minha companhia dos dias de chuva e quando a encontro, eu fico tão feliz com a minha realização pessoal que fico paralisado e esqueço de aproveitar o momento, e o pior fico na dúvida se é realmente aquela pessoa que eu quero, e esqueço que a aquela pessoa precisa de carinho, amor, dedicação atenção, etc.. bem talvez nem tanto mas eu deixo transparecer minha insegurança, e pessoas não gostam de relacionamentos inseguros, dai eu me ferro, e vou me ferrar sempre até mudar, e eu hei de mudar, já estou mudando inclusive, eu deveria começar por manter a linha de assunto do post, mas esse desvio se fez necessário, eu estou muito revoltado comigo mesmo, com o idiota que tenho sido, meu esforço aqui é para que as pessoas não cometam os erro que eu cometi e não precisem perder pessoas que amam para aprender o quanto custa não saber aproveitar, agora está chovendo, e se você tiver alguém abrace essa pessoa com toda a sua força e demonstre todo o seu carinho por ela, ela merece, você merece, se deem esse presente, se não estiver chovendo aí aproveitem o por-do-sol, pois a cada fim de tarde ao lado dessa pessoa terá sido mais um dia em que você foi abençoado, agradeça, viva, faça isso por você, segundas chances são presentes muito especiais, não conte com elas, aprenda sem sofrer a lição que eu tive que sangrar pra aprender.
Tenham um dia cheio de cor.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Apocalypse Now

Gripe suína, gripe aviária, aqui no Sul febre amarela, virus mutantes que dão a impressão de que o mundo vai acabar como no filme “Eu Sou a Lenda” ou “Exterminio”, bem, nenhum desses vírus te transforma em um vampiro canibal assassino como nos filmes, mas seria bom a humanidade levar um grande susto pra aprender a se reorganizar, que ela nunca foi organizada é verdade, mas de 10 anos pra cá temos um excessivo número de informações disponíveis, o que afundou nossos valores, inclusive monetáiros, hoje você pode saber se está chovendo na China ou que horas são em Marte, bilhões de informações por segundo e nosso cerébro não consegue processar todos esses dados ainda; Resutado: estamos mais estressados, anciosos, neuróticos, insanos, bilhões de remédios pra sintetizar emoções, funções naturais como o sono, estamos correndo em alta velocidade rumo a lugar nenhum, estamos num circulo vicioso, trabalhamos pra ganhar dinheiro, que é pra melhorar nossa vida, mas pra ganhar mais dinheiro, precisamos trabalhar mais, então acabamos só trabalhando e o pior, inutilmente, nesse mundo tempo é dinheiro e quanto mais se trabalha menos tempo se tem, então trabalho não é dinheiro, trabalho é mais estresse, eu não sou hippie, mas precisasmos mudar o sistema, porque o sistema está errado e isso é um fato, eu sempre pensei que o Capitalismo não tinha fundamento, base ou uma organização que os sustentasse e que ele só funcionava por pura sorte e infelizmente a crise me provou que eu estava certo, mas eu acredito no Luiz O Cara Inácio Lula da Silva e no Barack Saddam Hussein Obama que foi o primeiro presidente dos abUSA que falou em reduzir as emissões de carbono, tirar tropas do Iraque, e ainda é fã do nosso Presidente, essas novas lideranças mundiais servem pra nos mostrar que o mundo tem jeito, e pelo menos oito e me dão esperança de um mundo em que você trabalhe apenas o suficiente para ser feliz sem que isso signifique mais estresse ou 24horas de trabalho, afinal não somos Jack Bouer, e isso não é utopia, é sustentabilidade, a palavra do futuro, que pra nossa sorte Obama e Lula parecem saber o que significa.
Uau que texto mais cult, tenham um dia cheio de cor.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Londres, Maio de 89

Texto escrito por mim em parceria com minha amiga Joana Ribeiro.

Era uma segunda feira chuvosa quando tudo aconteceu, cada um seguiu seu rumo sem mais delongas, ele pegou sua moto e fugiu fazendo a velocidade de amante, o vento no seu rosto lhe fazia se sentir como uma criança...
Ela seguiu seu caminho, molhando suas sapatilhas com detalhes em cetim na fina chuva e na camada de neve que permanecia no chão cinza da antiga Londres. E ele olhava para o horizonte enquanto seguia para o cais com sua moto e sua jaqueta jeans, já ela lembrava que amava aquele céu e as águas calmas e generosas do rio Tâmisa. Sentindo a neve lhe tocar as mãos ele lembrou do seu beijo suave porém frio, que lhe arrancara a alma e os sonhos, e ela recordou de cada momento que de loucura e insensatez que ele a fez passar. E recordou-se com saudade, pois foram os momentos mais felizes de sua vida.

Parte II

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Viagens

Nada como viajar, pegar as malas(tá isso não é tão legal), embarcar e conhecer novos lugares.
Eu adoro viajar, sentar na janela e pareciar a paisagem rumo a outro lugar, novas culturas são tão estimulantes, tão legais, é maravilhoso ter todo um lugar inexplorado pela frente, o novo é encantador, e nada melhor que viajar com os amigos para dividir aquela aventura com eles.
Um dos meus maiores sonhos, e quando eu trabalhar eu vou juntar dinheiro pra isso, é fazer um tour pela europa e conhecer o maior número de países possível, o que é bem fácil tendo em vista que lá há trens que interligam todo o continente, mas em especial a Inglaterra, a terra da rainha... eu sou fascinado por lá e pelo jeito "certinho" dos ingleses, como bom gaúcho estou acostumado ao frio, então isso não será um problema... uma coisa legal de lá é que os artistas não são postos em pedestais, eles são gente como a gente(com muito mais dinheiro é claro)... eu aprecio muitos artista de lá em especial Emma Watson *__* haha e a banda de Teighmouth: Muse, fora isso eu relamente adoro a inglaterra por motivos que nem eu sei explicar. Esse foi um post bem estranho, mas o objetivo era quebrar o gelo, e acho que consegui isso, agora vou indo nessa, antes que o meu chá esfrie.
Tenham um dia cheio de cor.