quinta-feira, 21 de maio de 2009

Histórinha e Poesia

Nenhuma palavra foi proferida, nenhum gesto foi feito, apenas olhares se encontravam no silêncio, olhares poderosos que se beijavam em pleno ar; Ninguém disse uma só palavra, mas nos rosto dos dois podia-se ler: “eu te amo” de forma clara e brilhante. Ele ama ela e ela ama ele, sem pressa, sem promessas ou falsas expectativas, sem pressão, apenas deixe que o tempo se encarregue e o destino os una.

Solidão

Ela me abraça
Ela me envolve
Ela me quer
Ela me absorve
Está sempre comigo
Nunca vai embora
As vezes saí por aí
Volta arrependida – chora
Eu não gosto dela
Acho que ela percebeu
Mas até que chegue o inverno
Seu amante serei eu.

Ciro Lux de Souza.
Tenham um dia cheio de cor

3 comentários:

  1. Te inspiro em garoto,bóó
    ta muito boom :D

    ResponderExcluir
  2. Historia de amor pela metade..é assim que eu chamo romances onde só uma pessoa ama.Muito bom Cirooo!! \o

    ResponderExcluir
  3. Adorei essa história, até me identifiquei um pouquinho nela?! :D
    Muito boom!!
    :*

    ResponderExcluir