quarta-feira, 14 de junho de 2017

Síndrome de Dave Brown

Eu só queria não ter perdido tempo demais
Ter feito as coisas mais jovem mas não dá pra voltar atrás
Eu ainda sou novo isso ainda não é o fim
É claro não é tão fácil mas é possível sim
Eu não sei se me odeio ou se quero me sabotar
Às vezes parece que eu gosto de não sair do lugar
Mas isso não é verdade e só eu mesmo sei
Porém o que eu tenho feito pra mudar essa lei?
Eu perco tempo demais vendo a vida passar
Como se ela fosse Facebook e eu um mouse a rolar
Eu preciso parar, me por no lugar
Fazer alguma coisa antes que seja muito tarde pra tentar
Quero ver isso mudar, isso acontecer
Não ter energia só na hora e depois deixar desaparecer
Eu sou razoavelmente bom em vinte coisas diferentes
Mas eu não mestro nenhuma pois não me dedico o suficiente
Eu tive muita sorte de chegar aqui
Todas as pessoas boas que me fizeram sorrir
Eu sinto que é hora de um pagamento
E não podem ser só palavras
Tem que ter ações e movimento
Eu vou lutar eu vou gritar eu vou espernear
Pois quanto mais tarde mais difícil será

quinta-feira, 2 de março de 2017

A menina que domava leões

Guardado por leões existe um coração
Machucado e pintado de dourado
Mas porque insistes tanto nessa prisão,
Se sua própria proteção é também o que o fere?
Nem todos vão procurar ou parar pra ver
O que você insiste em esconder atrás do muro
Talvez um dia ainda tu irás te afogar
Sufocado na própria vontade de sair de lá
Pois preste atenção no que vou lhe direi:
Existe uma menina que pode domar leões
Capaz de sorrir em meio aos arranhões e mordidas
Mas talvez ela não queira domar os teus
Nem lutar com eles para entrar na tua vida
Teu renegado e solitário coração
Tão deficiente de apreciação e carinho
Vai ter que aprender a domar leões
Ou se conformar em viver sozinho

Tenham um dia cheio de cor.