quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Menina de Preto

Cabeça distante
Mente distraída
Ela não sabe mais o que quer da vida
Ela está longe não adianta chamar
Não vai te escutar
Ainda é fofa, agora impaciente
Se veste de preto, pelo que ela sente
Olhe para mim, não vai ser sempre assim

Menina de preto
Eu sei os seus segredos
Não adianta mentir pra mim
Eu sei que na verdade
Chora de saudade
Por quem não está aqui

Os dias passam
A vida está errada
Ela já não se importa mais
Mas tem algo que a deixa desesperada
A falta que ele faz
Mas ela ainda vai persistir
Não pense
Em fazê-la desistir
Porque vai sobrar pra você

Meio louca
Talvez inconseqüente
Ela irá lutar permanentemente
Eu sei, eu sei
Eu sei o seu segredo
Conheço o nome e o sobre nome do seu medo

by cls

Nenhum comentário:

Postar um comentário