quinta-feira, 14 de maio de 2009

A complexa arte de viver

Algumas coisas acontecem na nossa vida de forma tão intensa que nos perguntamos como chegamos ali e se merecemos aquela situação. Seja ela boa ou ruim, consciente ou inconscientemente nós somos os responsáveis por aquele momento, foi por nosso mérito que conseguimos aquilo, tudo é uma questão de fazer a vida ou se deixar levar por ela, se preparando ou não para o que está por vir. O mundo de hoje está ligado de uma forma tão intensa e complexa, que tudo o que fazemos afeta todo o planeta de maneiras que não podemos imaginar, ao deixarmos cair um alfinete no chão, por exemplo, corremos o risco de fazer o presidente do Irã declarar uma guerra aos EUA por simples sucessões de fatos interligados. A questão é que em algum momento nossas ações podem se voltar para nós. Então deveríamos planejar os atos que fazemos e as palavras que proferimos, porém não com tamanha intensidade a ponto de nos causar frustração caso as coisas não ocorram exatamente como em nossos planos. Existem outras pessoas, vivemos em sociedade, e isso também nos afeta, assim como aqueles fatores aleatórios que não controlamos (que muitos chamam de destino).
Muitos preferem viver da surpresa, sem saber o que esperar do futuro, o que é tanto uma maneira compreensível de tentar sofrer menos, quanto uma forma rápida de chegar ao caos. Decisões ao esmo podem transformar a vida em um inferno na Terra, ou talvez, se o individuo tiver sorte, em uma verdadeira maravilha inconseqüente, e é claro que existem casos. Entretanto, a grande maioria das pessoas faz planos, trabalha uma vida toda e não realiza quase nenhum; tudo porque acabam se focando tanto no 'como conseguir', que fazem dos seus objetivos uma coisa utópica e inatingível.
Logo, a questão é não fazer planos demais nem deixar tudo tão ao acaso, e sim achar o equilíbrio: planejar as coisas mais importantes, mas permitir-se desfrutar de algumas boas surpresas.
Afinal, até o empresário mais metódico gosta de algo não planejado de vez em quando. Tenha suas metas, mas relaxe e aproveite a vida nos intervalos.
Tenham um dia cheio de cor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário